Protetor Solar

Você sabia que 80% da exposição a raios UV ocorre na infância? Exposição solar excessiva nessa faixa etária está relacionado a maior incidência de câncer de pele na idade adulta. Assim, o uso de protetor solar é fundamental, e não apenas no verão.

 

Como funciona o Protetor Solar?

O Protetor Solar age bloqueando os raios ultravioletas B (UVB), responsáveis por queimaduras. O Fator de Proteção Solar (FPS) é calculado com base no tempo necessário para desenvolver queimadura leve quando 2 gramas de protetor é aplicado em 1 cm2 de pele. A maioria das pessoas acaba aplicando menos protetor solar que o desejado, e assim o FPS torna-se menor do que o descrito na embalagem.

Dessa forma, aplique de forma generosa o Protetor Solar na pele da criança. Lembre-se que água, areia e neve refletem 10%, 15% e 80% respectivamente e por isso
na praia pode ocorrer queimadura mesmo na “sombra” ou dentro da água.

Continuar lendo “Protetor Solar”

Repelentes

O uso de repelentes é medida importante na prevenção de doenças como zika, dengue, chikungunya e febre amarela. Conheça nesse Post os tipos de repelente e a partir de qual idade podem ser usados.

 

Bebês de 0 a 6 meses

Nessa faixa etária não existem estudos de segurança dos repelentes.

Assim, o ideal é que a proteção contra picada de inseto deve ser feita das seguintes formas:

  • Uso de mosquiteiro ao redor do berço
  • Roupas de cor clara ajudam a repelir os mosquitos, enquanto roupas escuras atraem
  • Roupas com manga longa e calça comprida
  • Evitar perfumes pois atraem os mosquitos
  • Existem produtos que podem ser aplicados apenas na tela ou mosquiteiros, chamados de permetrina spray 0,5%. Não aplicar diretamente na pele!
  • Repelentes elétricos diminuem a entrada dos mosquitos na casa e devem ser colocados próximo a entradas.

Caso a exposição a mosquitos seja importante e uso de repelentes seja inevitável, converse com o seu pediatra.

Continuar lendo “Repelentes”

Rinite Alérgica

A rinite alérgica é uma doença que causa grande desconforto aos pacientes, com diminuição da qualidade de vida e do sono. É caracterizada pela presença de espirros, coceira no nariz e olhos, nariz entupido e coriza.

O que é?

A rinite alérgica é a inflamação causada por reação alérgica na mucosa que reveste a cavidade nasal (nariz).

Quando alérgica, os principais causadores são ácaros, poeira doméstica, animais (cão e gatos) e fungos. No Brasil, a poeira doméstica é o principal alérgeno das alergias respiratórias. É constituída por descamação da pele humana e de animais, restos de pelos de cães e gatos, restos de barata e outros insetos, fungos, bactérias e organismos microscópicos que são chamados ácaros (família dos aracnídeos). O principal fator da poeira que causa alergia é o ácaro.

Quem é alérgico apresenta uma sensibilidade aumentada a essas proteínas, e assim, pequenas quantidades das mesmas já podem causar os sintomas e, em geral, estes sintomas são proporcionais á quantidade de alérgeno. Na época do inverno, quem tem rinite alérgica apresenta piora dos sintomas, pois neste período, são usados cobertores e roupas que ficaram guardados por muito tempo, e podem estar cheios de ácaros e fungos. Além disto estes doentes são mais susceptíveis a resfriados. Na verdade o resfriado é uma inflamação do nariz, que irá comprometer os mecanismos de proteção nasal, com isto facilitando a entrada dos alérgenos.

Sintomas

Os principais sintomas são:

  • Espirros
  • Coceira
  • Nariz entupido / Obstrução nasal
  • Coriza (saída de secreção clara – parecido com água pelo nariz)

A rinite alérgica é uma doença que não causa complicações na saúde do paciente, porém trazem grande desconforto no dia a dia e podem alterar concentração, qualidade do sono e assim, qualidade de vida.

Continuar lendo “Rinite Alérgica”

Cólica do Bebê

A cólica do bebê atrapalha a vida de várias mamães: são noites mal dormidas, choros inconsoláveis e mais cansaço somado as dificuldades de ter um recém-nascido em casa. Apesar de causar tanto desconforto, é uma doença benigna, que não vai prejudicar a saúde do bebê.

 

Por que a cólica acontece?

Essa é uma pergunta cuja resposta ainda não está totalmente esclarecida. O mais provável é que vários fatores propiciam o aparecimento da cólica, como:

  • Imaturidade do sistema digestório do bebê
  • Imaturidade do sistema nervoso autônomo do bebê que regula as movimentações do intestino
  • Alteração na microbiota intestinal e hormonais

 

Continuar lendo “Cólica do Bebê”

Escovar os dentes: quando começar?

Qual a importância na escovação correta dos dentes?

As cáries dentárias são a doença crônica mais prevalente da infância e podem trazer consequências a curto e longo prazo, como infecções no coração. Para se ter uma ideia, nos Estados Unidos estudos mostram que 24% das crianças entre 2 e 4 anos, 53% das crianças de 6 a 8 anos, e 56% das crianças com 15 anos já tiveram carie pelo menos uma vez na vida.

Assim, a higiene bucal e a escovação dos dentes faz parte do cuidado da saúde da criança. Ela deve ser iniciada pelos pais e estimulada para que a criança adquira hábitos saudáveis.

Continuar lendo “Escovar os dentes: quando começar?”